quarta-feira, 30 de março de 2011

Nuvenzinhas

Adoro estas nuvenzinhas de manhã cedo... Coisa boa...

F.

Sent by Mobile
Android Technology

domingo, 27 de março de 2011

Linda

Não é a toa que nosso coração dói de carinho, de bem querer.

F.

Sent by Mobile
Android Technology

sexta-feira, 25 de março de 2011

Loja de Sapatos

Estou parado em frente a uma loja de sapatos. É impressionante o fascínio exercido sobre as mulheres. Todas param para olhar.

F.

Sent by Mobile
Android Technology

quinta-feira, 24 de março de 2011

Lenço Colorido



Era fim de tarde quando ele a viu por cima dos arbustos que cercavam a casa de sua família.

Ficou a pensar sobre sua beleza. Ela passeava no gramado da casa de sua família, parecia uma flor, com os cabelos ainda molhados no banho recém tomado, vestido claro de cinta e com um lenço colorido em suas mãos, o mesmo lenço que em breve utilizaria para proteger seus cabelos do pó da estrada que a levaria até a igreja mais próxima. Era chegada à hora da primeira missa de domingo. Só de a ver ao longe, ele percebia sua presença perto de si, e por si só, sentia um frio adolescente em seu coração.

Hoje ele estava mais sensível a tudo, aos pássaros que agitavam as árvores, ao cheiro verde que tomava conta do seu caminhar apressado, era preciso chegar antes dela na igreja para poder surpreender e aproveitar cada momento ao seu lado afinal, hoje seria um dia especial, um dia que naquele momento, só ele sabia que se tornaria memorável, atemporal.

Havia se preparado todo, calça nova, sapato brilhando (há tempos não lustrava suas botas), cabelo cortado no dia, barba aparada e mais detalhes devidamente conferidos e verificados afinal, já era homem formado, criado, bonito e de família conhecida, não poderia se apresentar sem a devida cortesia e gentileza que lhe cabia tal ocasião.

Chegou na igreja, posicionou-se estrategicamente ao lado do carrinho de pipocas afinal, é do conhecimento de todos que os pipoqueiros conhecem bem o caminho por onde passam as pessoas e, certamente, ela estaria por lá a comprar pipocas para as crianças de sua família.

Veio um sentimento antigo em sua mente, uma brisa suave em seu coração e pensou consigo: “teremos lindos filhos, cuidarei do seu lenço colorido enquanto juntos compraremos pipoca para todos eles”. Sorriu.

Enquanto esperava sua chegada, aos seus sonhos mais íntimos se entregou. Homem maduro de cidade do interior dedicou a vida ao trabalho, morou fora para os estudos, conheceu a cidade grande por um tempo, conheceu outros países, muito já havia lido, tornou-se diferente dos demais habitantes da sua praça natal, prosperou os negócios de sua família, tornou-se um pensador, um apreciador da vida. Imaginou por um momento como tudo acontece harmonicamente quase sem querer e assim foi com sua mais nova paixão.

Enquanto comia umas pipocas para ajudar passar o tempo, pensava em seu passado, seus amores e hoje, apenas procurava seguir os instintos de sua alma. Estava aprendendo sobre o fluir da vida, sobre como correr em sua própria água e como os bons ventos viram páginas em nossos capítulos da vida.

Nesta maturidade inocente, enquanto ela não aparecia, deixou-se emocionar ao lembrar das pessoas que se apresentaram em sua vida, lembrou-se dos seus pais, dos seus amigos e de um grande amor que havia tido. Um grande sentimento de plenitude e gratidão tomou conta de seus olhos, percebeu que até agora, a  vida só havia lhe enviado anjos e, de repente, em meio a estes sentimentos que o emocionava, ela apareceu na sua frente. Ela estava surpresa com sua presença, há anos ele deixara de ir a missa com ela. As crianças que estavam com ela o abraçaram com um carinho indescritível e o chamaram de vovô. Ela como quem desperta um hábito perdido, sem perceber, entregou-lhe o mesmo lenço colorido para que ele segurasse enquanto comprava pipocas para os netos da mesma forma que o fizera há muitos anos atrás quando a conhecera na porta da mesma igreja.

Encabulado em meio aos netos, entregou-lhe uma flor e um bilhetinho escrito à mão: “Moro nas fronteiras dos teus olhos com meu coração. Feliz dia 17 de Julho” Ela havia esquecido, mas, hoje, a missa foi em homenagem aos exatos trinta e cinco anos que a vida enviou o anjo mais belo à vida deste homem, um anjo que ele sente honra cada vez que a chama: esposa.

quarta-feira, 23 de março de 2011

Sucesso é...


.

A pergunta: Sucesso é: (...?...) e as pessoas completavam com o que lhes vinha em mente...

Com a devida privacidade resguardada, eis o resultado:


Sucesso é:

JC...        ser feliz
JC...        sentir-se feliz
JC...        fazer o que gosta
Fernando Camar...        Obrigado

GN...        auto estima elevada
GN...        amor próprio elevado
GN...        saúde espiritual, física e mental
GN...        ter uma base sólida como a família e poder contar com ela p/ rir e chorar
GN...        acho que o complete era apenas uma lacuna, rsrsrsrs
Fernando Camar...        Obrigado
GN...        Pq a pergunta?
GN...        não me ignora....
Fernando Camar...        para ver com mais olhos dos que os meus...
Fernando Camar...        as vezes eles são poucos...
Fernando Camar...        :o)
GN...        tá filosofando, tá?
Fernando Camar...        sempre
Fernando Camar...        ;o)
GN...        vão te chamar de doidão
Fernando Camar...        já chama
Fernando Camar...        ops
Fernando Camar...        chamam
GN...        rsrsrsrsrs

LS...        nó
LS...        em poucas palavras?
Fernando Camar...        oq desejar
LS...        de supetão acho que isso
LS...        "Superar as próprias expectativas e não àquelas impostas pela sociedade."
Fernando Camar...        Obrigado!

SL...        Se realizar nas coisas simples da vida.
Fernando Camar...        Obrigado!

FB...        ser feliz!
Fernando Camar...        Obrigado!

KS...        sucesso é ser feliz....rs
KS...        e pra vc o que é?
Fernando Camar...        É morrer com saudades da vida que tive...
Fernando Camar...        acho que é isso
Fernando Camar...        você foi a única que me perguntou de volta
Fernando Camar...        Obrigado!
KS...        kkkkkkk
KS...        vivendo e aprendendo...kkkk

DF...        sucesso é: ser feliz!
Fernando Camar...        Obrigado!
DF...        :)

MC...        ter paz de espírito
Fernando Camar...        Obrigado!

RR...        ter a sorte de um amor tranquilo
RR...        Sucesso é: ? (completa pra mim?)
Fernando Camar...        Está me perguntando?
RR...        sim
RR...        to
Fernando Camar...        Acho que é morrer com saudades da vida que tive...
Fernando Camar...        Você é a segunda pessoa que me pergunta de volta
Fernando Camar...        Obrigado!
RR...        kkkkkkk
RR...        o que os outros responderam
RR...        ?
Fernando Camar...        Você verá
Fernando Camar...        Todos irão ver
RR...        jura ?
RR...        que máximo !
RR...        AMEI !
Fernando Camar...        Sim mas tirarei os nomes
Fernando Camar...        rs
Fernando Camar...        perai que ja mando
RR...        tem outra coisa que agora que falando com vc lembrei
Fernando Camar...        Diga
RR...        e é muito muito muito importante
RR...        sucesso é ter amigos !
Fernando Camar...        Muito bom

Obrigado a todos!

F

segunda-feira, 21 de março de 2011

Sobre a escuridão das religiões



É com profundo sentimento de coma que percebo, sinto alguns ventos que  a vida me trouxe de tema neste final de semana: religiões e um período de escuridão na humanidade.

Este texto não se ocupa em defender ou enaltecer a razão pois, já se provou ineficaz, desumano e depressivo o uso abusado do raciocínio cartesiano, frio e metódico acerca da vida e principalmente sobre relacionamentos.

Me parece que as religiões, não só o cristianismo mas tambéms os demais "ísmos" (islã, hindu, budismos s e etc) afogaram a humanidade em um espaço escuro de tempo, uma época de divisões de certo e errado, de punição, culpa e recompensa... de mistérios....

Não sei mas... o que eu vejo no cotidiano, na minha roça, na natureza... nas "coisas de Deus(a)(...)"... (independente de divisão de gêneros) é que existe tanta luz fora das igrejas... existe tanta luz em ver que não somos nada e que SIM, não sabemos e nem saberemos de muita coisa...

Olho para as árvos próximas a mim e sinto que elas existem e tem consciência que existem.... consciência diferente da minha mas nem por isso deixa de ser consciência... não entro mais no mérito se é suprior ou inferior a nós humanos mas... não sei.. ando tão desapegado....

Me sinto tão Uno....

Uno com você...

Uno comigo mesmo....

Sinto sabedoria na minha carne, no meu alimentar e no meu transcender....

Não nego o uso de nenhum sentido... aproveito tudo....

Nada melhor que ser amigo de Deus e do Diabo... entender que todos tem uma razão de ser...

Eu não conheço o tamanho da obra...

Mas sinto como certo que somos "parte-todo"... de algo que eu não sei...


Se bobear nossa reprodução é uma espécie de mitose ou meiose.... ou simplesmente somos uma espécie de sinapse, uns neurônios com seus axonios e dentritos estimulando e retraindo um sistema nervoso que desconhecemos...

Talves eu e você estejamos no Animal Planet de outro Planet, rs

E o ego....

Ahhhhh o ego....

Este sim mora nas igrejas....

Este sim é o tão temido demônio das religiões...

E elas o cultivam.... o idolatram... e o chamam de Deus...

Negam a Divindade da Existência Humana....

E idolatram a negação de si mesmo....


Adormecem no ópio que fabricam....

Estado de dormência.... de coma....

Não comumgam com Si próprio e dizem comungar com Deus...

Aceito que nada sou e nada serei...


E caso eu tenha uma morte sofrida não venham me dizer que é por causa destes textos....

Se for assim... o messias que vcs tanto adoram deve ter escrito um monte de merda também... porque ... caraca... esse sofreu na mão de vocês para morrer...

Eu teria dito só uma coisa sobre ele na época: "Deixa o cara.... deixa rolar.. pra que crucificar... deixa o cara em paz"

Mas vocês? Ahhhhhh vocês não.... vocês querem é crucificar....

Tenho certeza que já pensaram em me foder só de ler estas linhas....rs

Bando de loucos!


Sejamos Humanos... simplesmente Humanos...

Paremos de produzir, de performar, de superar metas e desafios...


E sejamos... simples e profundamente...

HUMANOS...



F.

Poesia na varanda

Poesia na varanda, Comum União, Comunhão...

Emociona...

Oremos.

F.

Sent by Mobile
Android Technology

domingo, 20 de março de 2011

quinta-feira, 17 de março de 2011

Devagar e Sempre



Não consigo me concentrar em quase nada...

Meu psiquiatra disse que só voltaria a ter concentração por volta de Junho ou Junho.

As vezes é tão difícil pois, em meio ao trabalho, você tem que entregar coisas e assumir problemas (eu era um dos que mais puxava problemas para resolver).

Bem... Dr. Silvio também e diz que nossa concentração está vinculada àquilo que nos desperta interesse tanto que, não me atraso ao escrever para lugares que colaboro por compartilhar o valor da causa.

Acho que tem cinquenta porcento de cada no meu momento.

Depressão é isso... devagar e sempre mas, sempre devagar.

Estou gripado também... derrepente nem é nada... um edredon e uma boa noite de sono resolvem...

Inspira Fernando,

Expira Fernando,

É isso aí...

Mais um mamífero humano confuso... e belo,

Belo como todos os outros, lindos por Natureza,

Natureza Humana,

Natureza Profunda.

F.

Never close you lips...





Uma prova de que Inteligência é Afrodisiaca,

Uma provocação...

Um presente para o coração bater mais forte...

"Never close your lips to those whom you have opened your heart" (Charles Dickens)

Seja lá quem veio a sua mente agora... never close...

Could you be my secret sin?



Could you be my secret sin?

Yep, could you...


This night...

Silence around us...

Just our breath...

(...)

quarta-feira, 16 de março de 2011

Mundo Louco

Olha o que eu encontro quando chego na minha mesa de trabalho, rs, ainda bem que a banana estava vestida, rs, povo louco, rs

F.

Sent by Mobile
Android Technology

sábado, 12 de março de 2011

Novo Perfil


Uma mistura de Shrek com Hare Krishna que nasceu no Rio de Janeiro e hoje mora em uma chácara no meio do mato, no pé de uma serra no interior de São Paulo, Brasil. 

Acredita em Vida Simples, Pensamento Elevado e valoriza programas como ir a pé tocando viola até a beira do rio com a esposa, filha e cachorros. Gosta também de ir de bicicleta com a filha na garupa buscar coisas para o almoço no barzinho do bairro nos fins de semana.

quinta-feira, 10 de março de 2011

Primeiras bananas

Primeiras bananas da roça, direto do sumidouro da fossa séptica para o consumo humano.

Tá com nojo? Prefere o adubo da vaca ao seu próprio adubo?

Hum, melhor você rever sua alimentação... rs

Vai uma bananinha aí?

F.

Sent by Mobile
Android Technology

Uma Menina que se chama Sol



Estes dias vi uma cachorrinha no cio lá na roça perto de casa...

Os cachorros estavam orbitando ela, os machos a cercavam, giravam ao seu redor...

Com isso, cheguei a conclusão que o Sol é Feminino...

... e pasmem! Está no cio!

E nós?


Bem... sei lá, devemos ser pulgas!

quarta-feira, 9 de março de 2011

Fernando Camargo

Fernando Camargo acredita que é filho da chuva e com ela, tem muito a aprender, fora isso, apenas o humano e o erótico lhe interessa.

F.

Sent by Mobile
Android Technology

segunda-feira, 7 de março de 2011

Flor mais bela

Flor mais bela de nossa casa, cuidando do sapatinho de judia, linda!

F.

Sent by Mobile
Android Technology

Flor de Corticeira

Primeira vez que vejo uma flor de corticeira, a primeira que nasce em casa também..

F.

Sent by Mobile
Android Technology

Pega Lino!

video

Adoro esse cachorrinho.

Beijo Lino!

F.

Sent by Mobile
Android Technology

Manacá

Manacá bombando de botões de flor...

F.

Sent by Mobile
Android Technology

Sakurá

Primeiro Sakurá nascido este ano de 2011

F.

Sent by Mobile
Android Technology

Primeiro cacho de banana

Primeiro cacho de banana nascido em Lilananda, doação do Seu Serginho.

Legal!

F.

Sent by Mobile
Android Technology

sábado, 5 de março de 2011

Oi gente! Cortei o cabelo hoje!

F.

Sent by Mobile
Android Technology

Brincando

Minha obra ontem brincando com a Ana... Lembrança da época que eu fazia pulseirinha e maricas pra vender nos bares de São José, rs

F.

Sent by Mobile
Android Technology

What the porra is that?

Olha a idéia do meu pai para economizar bateria do controle do portão da casa de praia dele que ele quase não vai...

Que figura, agora sei de onde vem as eventuais genialidades que também tenho, rs

F.

Sent by Mobile
Android Technology

Esse é o nosso bairro

Essa foto é a cara do bairro da Germana, rs

F.

Sent by Mobile
Android Technology

Abelinha

Vejam que abelha mais linda saiu dos pés de manjericão de Lilananda, rs

F.

Sent by Mobile
Android Technology

sexta-feira, 4 de março de 2011

Serenata Schubert



Uma delicadeza que chegou à minha familia através série Anarquista Graças à Deus que retratava momentos significativos da familia Gattai (de Zélia Gattai)

Estou tentando mandar parte do MP3 em sopro com piano, não sei se chegará ao blog mas, não custa tentar.


Namastê Lindos Atmas em Experiência Humana.

F.

quinta-feira, 3 de março de 2011

Por trás da terceira orelha de Stelarc



A terceira orelha de Stelarc nos convida a sussurrar confidências sobre o que nos causa esta experiência artística e robótica. Será Stelarc um provocador sobre o que somos e ainda seremos capazes de realizar ou, em breve, este homem se tornará um habitué do nosso cotidiano?

Há poucos meses, avançando na compreensão do significado artístico, descobri o prazer de como se conectar a esta necessidade humana de expressar algo que vai além da compreensão dos sentidos do corpo, necessidade de expressão cujo resultado chamamos de arte.

Quando repousamos nossa mente e olhar sobre uma obra, um objeto de arte (uma fotografia por exemplo), experimentamos qual vivência interna tal obra nos traz, ou seja, abrimos espaços em nós e internalizamos a obra (com ou sem julgamentos) para que a mesma se manifeste e, por fim, tenhamos vivido uma experiência, uma vivência artística.

Dado a necessária  e devida contextualização sobre a arte como vivência, trago ao nosso palco um ícone de obras performáticas: o australiano Stelarc (http://stelarc.org/), cujo trabalho dedicado ao futurismo nos traz provocações sobre a obsolescência do corpo humano e a possível evolução que estaria além das nossas capacidades atuais. Com o demasiado uso da robótica e outras tecnologias, o artista é um dos maiores exemplos da introdução (literalmente) de objetos criativos na composição de uma vivência, um cenário para expressar os limites do corpo humano, nossa atual capacidade e as possibilidades que teremos para ir além da nossa forma atual.

Ao apreciar e internalizar as obras de Stelarc, tenho a forte sensação de que o artista tem por motivo de suas ações despertar inquietações demasiadamente humanas, tais como: nossos corpos depois de mortos deveriam realmente se decompor ou poderiam esperar para serem reanimados? Transferir a face de um corpo morto para um corpo vivo é criar uma terceira face? Quais os limites científicos e éticos para prolongar a obra humana através da criação de órgãos sem corpos?

Se me fosse permitido resumir em uma única palavra a principal característica da expressão artística de Stelarc eu diria: inquietante.

A proposta de reflexão que o artista nos convida em suas obras é atraente e facilmente visível quando, por exemplo, em uma de suas performances, permitiu que o público presente tivesse controle sobre estimuladores musculares eletrônicos presentes em seu corpo e conectados à internet.

Recentemente, Stelarc causou polêmica ao se tornar o primeiro homem do mundo a implantar em seu braço esquerdo uma prótese de orelha humana cultivada através de cultura celular.

Quanto a nós resta esperar que o performático (e aparentemente insatisfeito) Stelarc, implante um fone de ouvido em sua terceira orelha e transmita via Bluetooth para internet o que ela escuta.

E depois? Quais seriam as próximas inquietações de Stelarc? Uma vagina USB? Afinal, não é novidade que nós homens já carregamos todos “dados genéticos” que precisamos em nossos “pendrivers”.

F.

Os Vales da Depressão



Olá queridos poucos que me lêem,

Escrevo hoje apenas para dividir um aprendizado que estou passando acerca da depressão...

Para mim, a principal característica está nas oscilações... o psiquiatra aumentou a dose do medicamento para acabar com estes vales das oscilações e confesso que realmente melhorou... fiquei quinze dias sem oscilar e com a benção de Deus, positivo como sempre foi da minha natureza, poré, reparei que alguns gatinhos foram acionados na semana que passou e de quinta-feira passada pra cá entrei em uma decendente...

Sei lá... coisas bobas... frustrações que todo mundo passa... por exemplo... mandei lavar o carro (nunca lavo) no dia 24 para poder sair com minha esposa com o carro limpo pois era seu aniversário.... o lava rápido arrebentou uma magueira do cambio e quase perdi o mesmo... não vou ficar aqui listando todos os choramingos pois, a verdadeira intenção, e compartilhar principalmente com aqueles que passam por isso como gatilhos bobos podem disparar nossa queda....

É estranho... parece que uma vez disparado o gatilho... qualquer pernilongo vira avião...fica tudo difícil e qualquer patadinha vira coice...

Não sei... não é fácil não...

Aprendi que nestas horas o ideal é se permitir e esperar passar... acho que hoje é o pico... se tudo der certo amanha estarei melhor... ontem me forcei a nadar e amanha penso em nadar tb... isso ajuda muito... mesmo que nestes dias nosso folego, força estejam reduzidos.... um pouquinho só já vale a pena de montão...

Acho que é saudade desse Homem que Amo que me deixou semana passada sozinho...

Saudades de você Fernando... volta pra mim... pois não sei mais viver sem você...

Volta vai...



F.