quarta-feira, 30 de julho de 2008

Pessoa especial

Tem gente que se apresenta em nossa vida assim, desse jeitinho, como se percebe na foto.

Chega manso, chega macio

Devagarinho

Completa o Quadro
Fecha a beleza
Acrescenta cores e eterniza a pintura

Boa Alma
Alma Grande
Caminhando pela Descoberta de Quem Realmente É

Trilhando seu caminho
Devagarinho, do seu jeitinho
Solidificando suas forças, seus princípios

Respeitado-se e desrespeitando-se
Na medida do justo e necessário a si mesmo.

Parece um poema esquecido no cantinho da foto
Um pedaço de papel cheio de belos escritos
Belo tempero em minha existência
Frases profundas em seu interior

Mensageira de um mundo melhor

É assim.

A mulher comm quem eu vivo é assim

Simples e rica
Profunda
Acolhedora

Assim como o poeta
Rima e ao mesmo tempo, é naturalente dissonante

Um boa música

Uma boa Alma

Um poema no cantinho da foto se torna poesia da foto Maior

Namastê Coração Divino

Paz Profunda em seu Coração

Namastê


terça-feira, 29 de julho de 2008

Desalienando

Por do Sol em Santo Antônio do Pinhal

Como podemos nos alienar e acreditar que os "problemas" que enfrentamos é tudo o que temos? rs

Como olhar para o Sol e não ver a Deus?
Mesmo que não O Veja. Vejamos um astro que um dia (é o que dizem) irá acabar... e olhemos o quanto nos pré- ocupamos com tanta efemeridade?

Bem... a foto é linda e a boa emoção que me traz a memória mais ainda.

Irei me ater ao bOM!

Om!

Seja lá o que for que estamos fazendo aqui, rodopiando em uma bola azul em torno de uma linda bola amarela... quem criou isso tudo, só tenho uma coisa a dizer com muita humildade: "Eu O Admiro! Parabéns pela Criação ou Pela Maya, Arte, Mágica e Encanto. Eu Te Admiro"

Namastê!

segunda-feira, 28 de julho de 2008

O quanto evoluído somos?

Bom dia!

Peço licença para entrar com o tema "O quanto evoluído somos?".

Ontem tive algumas experiências:
-  Vi o por-do-sol no Pico Agudo em Santo Antônio do Pinhal-SP e simplesmente não há o que ser dito. A natureza é linda...

(Um amigo meu chegou e já conversei com ele tudo que gostaria de colocar aqui. Seguindo a regra de quem sabe não fala, dou por encerrado este post)

Om!

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Livros que conversamos esta semana

Olá pessoal,

Esta semana conversei com muita gente e trocamos muito conhecimento, sabedoria, luz através dos livros que todos tivemos contato.

Conforme prometi, aqui está a lista dos livros que li e estou lendo:


Walden - A vida nos bosques + A desobediência Civil
http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/produto.dll/detalhe?pro_id=1975873&ID=C90790047D807150925330331

Sinopse:
Desde a sua publicação, em 1854, Walden ou A Vida nos Bosques se converteu numa bíblia secreta, lida e amada no mundo inteiro. Sem este livro planetário que une poesia, ciência e profecia, não teria havido Gandhi, o movimento ecológico e a rebelião mundial da juventude. Pelo seu dom de fazer florir e frutificar o coração do homem, esta obra é uma semente.

Ele tem inspirado as sucessivas elites intelectuais a se insurgirem contra o convencional "american way of life", como é o caso de Henry Miller. A vida das grandes cidades depende da vida nos bosques - assim, Walden levou a geração dos hippies a redescobrir a terra e a natureza, as árvores e os rios, os bichos e as estrelas. Estimulou e justificou a desobediência civil contra o estado guerreiro e tributário. Ensinou o homem a ser solidário mesmo na solidão, identificando o seu semelhante - o outro ao mesmo tempo igual e diferente - e a comungar com o universo.
A salvação do mundo e dos povos passa pela salvação do indivíduo, pelo respeito à liberdade individual e aos direitos à diferença e à diversidade - eis a lição suprema deste livro belíssimo e sábio que, dotado de uma juventude perpétua, nos ensina a amar a vida. Pelo seu dom de fazer florir e frutificar o coração do homem, Walden ou a vida nos bosques é uma semente.

Minhas observações: ainda estou lendo mas posso adiantar que a leitura é excelente, escrita de forma antiga (leia-se bem escrita) onde cada frase passa muito conhecimento e sabedoria de forma sucinta por serem frases muito bem compostas. Muitos devem achar um pouco cansativo, meio revoltante e meio debochado, mas eu estou amando rs

Conversando com Deus (esses eu recomendo e MUITO)
Link do Livro I: http://www.fnac.com.br/product.aspx?idProduct=8500001402&partner=buscape_livro&res=1280

Não achei os links mas recomendo a leitura da Trilogia (Livros I, II e III)
Sem comentários! Instigante e coloca você para pensar e MUITO. Muito lindo, racional e na minha opinião, Divino!

Os demais livros que leio, sempre leio e releio, são livros dos devotos de Visnu, devotos de Krsna, livros como Bahagvada Gita (tenho este tb comentado por Gandhi) e Srimad Bhagavatam (por Srila Prabhupada)... são livros lindo, lindos de vibração, são livros que particularmente ao colocar a mão pela primeira vez, os senti e fiquei com os olhos cheios de água... isso é muito particular e cada um deve sentir essa "Manifestação" em sua vida ao seu modo, mas para mim são livros que pareço ler e me lembrar e não ler pela primeira vez. Quem um dia quiser ter contato, me avisa que eu recebo vcs em casa e coloco os livros em contato com vocês, são livros raros, difícil de achar e caros. Agradeço a Deus todo o arranjo que foi feito para estarem hoje em minhas mãos, pois, são livros que são puro Amor, Bondade e Carinho.

Um beijo no coração de todos vocês, fiquem com Deus e tenha um de muitos dias de Luz, Amor, Harmonia e Carinho entre todos nós!

Namastê! "O Deus em Mim Saúda o Deus em Você!"

sábado, 19 de julho de 2008

Iniciação - Noite de 18 para 19 de Julho de 2008

O pano de fundo é: "eu mesmo ainda iriei achar que foi um sonho"

Mas não foi.

Umlugar alto, uma alta escadaria, minha esposa e amigos, devotos ou não abaixo, parecia um templo Maia mas a vibração era Hare, era Krsna, era Visnu

Me sentaram, cruzei as pernas e fechei os olhos, me entreguei de coração, de corpo e alma.

Uma pessoa, Prabhu, Mestre espiritual (honra, gratidão e devoção a Ele) me iniciou. Não me recordo ao certo, mas, era um momento meio tenso mas ao mesmo tempo seguro... lembro-me que em um momento senti algo como um ferro fincando em meu ombro direito, senti dor a ponto de não aguentar e levar a mão ao local onde estava dolorido. Neste momento o mestre colocou dua mão sobre a minha e disse que estava tudo certo correndo conforme o planejado. Senti Paz e deixei continuar, de dentro para forma, com Amor, Paz e Sagrada União e Consagração.

Não me recordo ao certo mas sei que por fim acabou a cerimônia mas eu não recebi meu Nome Espiritual. Logo m seguida começou uma festa e lembro-me que eram duas iniciações, a segunda (que até então jamais ouvira falar) era chamada de "Iniciação de Shiva".

No final do dia estava eu em uma cozinha e lá estavam minha esposa e olha que curioso, meu Direto, meu líder e os demais outros lideres da empresa (mais algumas pessoas)
Um homem lavava algo de metal na pia da cozinha e ao agreder a ele, o mesmo ordenou que eu o chamasse de Senhor. Assim foi feito, obediente e calmamente.

Diferente da outra iniciação, me colocaram sentado em uma cadeira e me tamparam os olhos, ouvidos e a boca, porém, como não respiro pelo nariz me aliviaram um pouco a boca para que respirasse.

Fechei os olhos.

Estava em Paz.

Derrepente vejo minha irmã, com os olhos cheios de água e preocupção dizendo: "Mas mesmo degolado ele vai voltar a vida?". O responsável pela cerimônia disse que "Sim" e muitas pessoas cantaram, porém, parecia mais um rutual africano do que Indiano.
Olhei para baixo e senti meu sangue descer da minha garganta, as mãos ainda seguravam meus olhos, ouvidos, boca, tentei reagir, seguraram-me e comecei a sentir minha alma indo para longe do corpo, quando, aceitei, entreguei-me, senti o ouvido parar de escutar, os olhos deixarem de ver e a respiração quase parar... entreguei-me em Paz... Senti Amor, Amor Eterno, Grande, Divino, uma sensação que dificilmente sente-se na vida na terra, ao menos quanto vida adulta. Só senti aquela Paz e Amor quando mergulhei nas meditações as 5h da manhã no Maha Mantra e leitura do Bahavad Gita por pouco mais de 30 dias há um ano atrás.
Senti meu corpo sumir, eu neste momento era a Alma, o Atma, e havia há muito saído do corpo. Senti que a morte não existe e que aquilo era Divino, Libertador e Lindo. Flui, voei, flui e flui, libertei-me...

Em um momento, eu estava em um gramado em Nova Gokula e pergutaram-me: O que deseja agora? Você pode voltar a sua vida normal ou ser Bramacharya... podenrei. Pensei em meu trabalho, em minha esposa, minha afilhada e pensei em todos que Amo, porém , pensei também no na União, em Ser Uno e pensei em quão próximo estava de entrar em contato com todo conhecimento que procuro e que necessito ter.

Optei por Bramacharya.

Vi meu corpo cair, voltar a terra, cair em um lindo vale verde, como as serras de Ubatuba e voei.. fui em direção ao ar, ao céu, ao leve, ao solto, ao Om!

Em um momento vi uma Luz, forte, bem Forte e pensei: "Siga a Luz"... segui... segui e fui voltando ao meu mundo mais conhecido e lembrado, ao lado da minha esposa, na minha cama... senti-me bem... e ouvi: "Você foi Iniciado, você teve suas duas Iniciações"... perguntei: "Mas qual meu nome Espiritual?"... ouvi: "Seu Nome Virá Quando For a Hora"...

Acordei...

Minha esposa me araçou, conversamos pouco e em um momento ela me disse: "...que pescoço gelado!"... rs... eu ri.

Ela me disse estar estranho... realmente não estava como de costume.

Ao arrumar o altar resolvi colocar o Gita nele... e lá encontrei marcado a passagem quando Arjuna vê a Imagem Transcedental que Krsna amavelmente o mostra.

Vi um Nome.

Não é certo ainda falar.

Mas estes são os links que tenho que ler para concluir:

Ainda não li e lerei:

Busca no google por "Iniciação de Shiva" e http://pt.wikipedia.org/wiki/Batimento_do_oceano

Namastê!

"Deixo a cargo do Processo"

Om, Namastê Atmas, Namastê!

Om!

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Princípios, Valores e Planejamento

Pensei em em escrever sobre Princípios, Valores e Planejamento mas, sinceramente, me cansei.

Ou eu sou inteligente demais ou, sou burro demais.

Jogo rápido: vamos fazer um bolo?
Siiiiiiiiiiiiiiiiiiiim!!

Abre o forno, joga os ovos dentro.
Tira os ovos, fecha o forno, abre novamente, joga leite
Coloca a farinha no bolso
As frutas no varal,
Retira tudo, junta na mesa e todos sentam
Comem ovos cozindos, leite morno, frutas podres, bolsos cheios de farinha e por fim...

Limpam a boca com a receita e comemoram o SUCESSO do bolo!

Hauahauahauahauahauahaua

Haaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahauahauahauahauahaua

PelamordeDeus!!

Olha, eu não sei onde eu estava com a cabeça quando resolvi voltar para a terra.

Que escolha infeliz a minha.

Ah... mais uma nova: Fé é algo que nao se deve ter no trabalho e em lugar nenhum mas, a noite antes de dormir, reza um pouquinho para Deus salvar sua Alma...

Haaaaaaaaaaaaaaaaaaaahauahauahauahaua e eu que sou louco?


Ai ai ai... rssssssssssssssssss

Eu SE divirto!!

Fui!

terça-feira, 15 de julho de 2008

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Religiões

Recebi no grupo de devotos do yahoo... achei muito lindo, humano, existencialista... enfim, verdadeiro.

"Não é que estejamos falando contra as religiões, mas sim a favor de Deus, porque muitas vezes as "religiões" até atrapalham a busca espiritual devido a tantos ritualismos, tantos podes e não podes. Então a alma fica confinada em regras, e desse modo passa a condenar o mundo e as pessoas. Krsna explica que as regras existem para que possamos purificar nossa mente, mas não devemos nos apegar a elas, a criar hábitos que nos aprisionam, que criam condicionamentos que interpretam todos e tudo à nossa volta. Assim, existe este condicionamento espiritual, o que não é bom. A religião só pode ser saudável se não interfere na nossa conexão com Deus, Krsna. A religião é este processo humano do desejo da alma encontrar Deus. Quando Krsna Se define em nosso coração, de forma pura, então as religiões se tornam como doenças, que foram necessárias, no tempo da alma doente que buscava o remédio para realizar Deus. Assim também, é preciso que cada um encontre a "sua religião", mas que não se prenda a ela. Isto é interno."

Este texto resumi o que penso hoje.

Minha sintonia com isso é o livro Sidarta de Hermam Hesse... fica a dica.

Namastê meus Queridos, Amores e Amores.

Namastê!

terça-feira, 8 de julho de 2008

Como nascem as crianças?

Nada como ser simples e objetivo, sem neuras, sem mentiras, sem fantasias e o melhor, puro como deve ser.

Este vai para meu filho quando for ensinar a ele sobre reprodução e sexo.

Fonte: um livro alemão... mas não sei qual pois recebi por e-mail.

Muito bom!!


terça-feira, 1 de julho de 2008

Idéias


" Vejo que pensas mais do que podes exprimir. Mas vejo também que nunca viveste completamente aquilo que pensas, e isso não é bom. Somente as idéias que vivemos é que têm valor. Percebeste que o "mundo permitido" era apenas a metade do mundo, e trataste de ocultar a outra metade, como fazem os religiosos e os professores. Jamais o conseguirás! Ninguém o consegue, a partir do momento em que haja começado a pensar. Estas palavras penetraram-me fundamente. "

Demian - Herman Hesse